anuncie no canal da serra
Anúncio:
anuncie no canal da serra

8 rituais antigos horrorosos que ainda são praticados mundo afora


Compartilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

221665_10150166237142093_576017092_7110118_101694_n

Uma das definições para o termo ”cultura” é: o conjunto dos conhecimentos adquiridos em sociedade a partir das manifestações intelectuais, artísticas e religiosas de um povo. Hoje vamos falar sobre ritos de culturas de várias parte do mundo que têm raízes incompreensíveis, mas que ainda são praticados na atualidade.

Aqui na Fatos você já viu como culturas diferentes explicam o que acontece depois que morremos, os mitos mais bizarros de diferentes culturas ao redor do mundo e até os seres que são considerados demônios pela bíblia, mas que são cultuados em outras culturas.

Agora confira os ritos mais escabrosos que ainda persistem em várias partes do mundo:

1- Mutilação genital feminina (África)

016010557_40100-600x338

A prática consiste em cortar a vagina da menina criando uma espécie de selo que restringe a abertura do órgão, deixando apenas o suficiente para passagem da urina e sangue menstrual. As meninas ficam com as pernas unidas por até 4 semanas para curar o tecido epitelial cortado.

2- Sangria para o ritual anual (muçulmanos xiita)

Esta é uma cerimônia de auto flagelação realizada pelos muçulmanos xiitas onde os homens se batem com espadas e punhais em sinal de lamento por não haverem estado na batalha de Imam Husseim, neto do profeta Mohammad na batalha de Kerbala no século VII. O pior é que eles introduzem as crianças no rito e as fazem sangrar também.

3- Idosos abandonados para morrerem (esquimós)

mh_interna_a98634_eskimos

Um costume esquimó que prevalece até a atualidade é o de deixarem os idosos prestes a morrerem à deriva. Os idosos são levados para o mar em um iceberg e ficam à deriva até morrerem. Eles acham que o rito afirma dignidade, sem que o idoso se torne um fardo para a família.

4- Canibalismo (Índia)

A tribo Aghoris, do norte da ìndia, são uma seita dissidente do hinduísmo e que ainda pratica o canibalismo. Eles consomem a carne dos cadáveres que aparecem flutuando no Rio Ganges em busca de imortalidade e poderes sobrenaturais.

5- Comer cinzas de pessoas mortas (Venezuela e Brasil)

sopa2-e1456179744333

Os Yanomami, tribo presente na Venezuela e no Brasil, atribuem grande parte de suas mortes à ação de xamãs malévolos que enviam demônios para consumirem as almas das pessoas. Por isso os cadáveres são rapidamente queimados. Em seguida, eles recolhem as cinzas e, depois de um ano, os parentes próximos às consomem em sinal de carinho pelo falecido.

6- Massacre de animais (Índia, Indonésia e Nepal)

2392ADA300000578-2852739-image-41_1417193805578-600x399

O sacrifício de Bali é um ritual de vertentes hindus para acalmar os espíritos malignos. Consiste em derramar muito sangue através da matança de animais. Estrangulamentos e estacas de madeira no coração dos animais. Tem ainda as brigas de galo que só acabam quando um dos animais morre depois de agonizar bastante.

7- Colares de metal (Tailândia)

mulheres-tailandia

O costume de usar anéis de metal no pescoço está relacionado a um ideal de beleza para as mulheres de tribos tailandesas. Quanto mais alongado o pescoço, mais bela e formosa a mulher é considerada. Cada anel é colocado gradualmente chegando ao máximo de 20 anéis. O peso do cobre coloca pressão sobre as omoplatas para deformá-las e criar a impressão de pescoço ainda mais longo.

8- Sub incisão uretral (Austrália)

aborigenes

Os homens de algumas tribos Australianas mantém o hábito de realizarem uma modificação peniana que consistem em uma incisão na uretra. Uma fenda é cortada na superfície ventral do pênis para dentro da uretra.

 

 

 

 

 

Fonte: Fatos Desconhecidos

 

 

Comentários


Anúncio:
anuncie no canal da serra